✖✖✖✖✖
Home - Inbox - Stuff - Photos



I look at you I see everything I need



“Tão inteligente para escrever sobre o amor e tão burra para amar…”
Clarisse Lispector.   (via abominou)

“Nem por um segundo pude te esquecer.”
Anna.  (via florejus)

“Ela é “estranha”. Tem vergonha até pelo bate-papo, tem ciúmes até de foto. Chora ouvindo sua música preferida e grita quando se assusta. É escandalosa, porém tímida, isso depende se está ou não perto dos seus amigos. Aliás, quando ela está com os amigos, perde a vergonha na cara e só faz “merda”. Sim, ela é “estranha”, mas pelo menos procura ser feliz. Ela tem uma risada alta e ao mesmo tempo uma voz suave. Faz careta do nada. Come pipoca, brigadeiro e sorvete sem culpa. Conversa sozinha, canta errado, dança como uma louca em casa, dá risada dos tombos, faz palhaçadas, conta piada velha e acha maior graça, conversa com os animais, briga com objetos quando esbarra neles. Sim, ela é louquinha, mas quem não é? E sabe uma coisa? Dane-se. Pessoas “perfeitas” são um saco.”
Caio Fernando Abreu.  (via nobroke)

“Eu ando na minha, quieto. Parece que desisti, mas na verdade esse é o meu jeito de esperar.”
Gabito Nunes    (via confissoes-confidentes)

“Pensei que você
tinha dito
que não
desistiria de mim
de nós.”
Só pensei. (via auroriar)

©absint4's
design